(85) 98849-6977 / 3348-4983

 
Projeto na Assembleia estabelece multa para quem não usar máscara no Ceará; veja valores

oa

fotografia
Legenda: Para os estabelecimentos que permitirem a entrada e permanência de pessoas sem máscara no local, a multa é ainda mais alta, de R$ 999 (223 Ufirce) por pessoa sem o EPI
Foto: Fabiane de Paula
 

Apesar de já ter sido sancionada, a lei que torna obrigatório o uso de máscara em locais públicos e privados no Ceará ainda não foi regulamentada. Para fiscalizar e punir efetivamente quem descumprir a medida, foi apresentado na Assembleia Legislativa um projeto de lei que define as diretrizes para fiscalização e fixa multa entre R$ 99,90 e R$ 300,16 para quem sair na rua sem usar o equipamento de proteção individual (EPI). 

Os valores correspondem a 22,30 a 67 Unidades Fiscais de Referência do Ceará (Ufirce). Cada Ufirce equivale, atualmente, a R$ 4,48. A proposta é de autoria do deputado estadual Walter Cavalcante (MDB). 

Para os estabelecimentos que permitirem a entrada e permanência de pessoas sem máscara no local, a multa é ainda mais alta, de R$ 999 (223 Ufirce) por pessoa sem o EPI. A medida não se aplica a restaurantes, barracas de praia e demais empresas de alimentação fora do lar, porque é permitido que o cliente tire a máscara enquanto estiver consumindo na mesa.

A matéria já está na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa, com parecer do relator Elmano de Freitas (PT) já pronto. O colegiado se reuniu nesta quarta-feira (29), mas não deliberou sobre a proposta, porque houve pedido de vistas. A expectativa é que o projeto possa ser votado em plenário no início de agosto.

Fiscalização

Pela proposta, a fiscalização poderá ser feita por um agente estadual ou municipal, que deverá primeiro advertir e determinar o imediato uso da máscara. Em caso de descumprimento, a multa poderá ser aplicada de acordo com as condições econômicas da pessoa autuada.

Entre os agentes que poderão fiscalizar os estabelecimentos comerciais e a população, estão servidores da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa); Polícia Civil; Polícia Militar; Polícia Rodoviária Estadual; Departamento Estadual de Trânsito (Detran); Guarda Municipal. Agentes de órgãos de fiscalização municipais também poderão lavrar autos de infração para aplicar multa.

 
Em caso de reincidência, a multa será o dobro do valor determinado anteriormente. A pessoa multada será notificada por um órgão estadual em até 15 dias para efetuar o pagamento ou apresentar defesa contra os termos do auto.

 


Ouça Rádio Liberdade




Publicidades


Enquete
Nenhuma Enquete no Momento!

As mais pedidas
Nenhum Registro Encontrado No Momento!

 
 
  Liberdade Rádio TV   Live on Host